E tome mais aumento! Petrobrás sobe gasolina e gás de cozinha em 7,2%

Siga nossas redes sociais
RSS
Twitter
Visit Us
Follow Me
YOUTUBE
YOUTUBE
Instagram

A Petrobrás anunciou nesta sexta 8/10 aumentos de 7,2% nos preços da gasolina e do gás de cozinha em suas refinarias. O preço do óleo diesel, que já foi aumentado na semana passada, permanecerá o mesmo. Segundo a empresa estatal, o litro da gasolina irá de R$ 2,78 para R$ 2,98 em suas refinarias. O reajuste médio é de R$ 0,20.

O quilo do gás de cozinha irá de R$ 3,60 para R$ 3,86, o que representa alta de R$ 0,26. Dessa forma, os 13 quilos que são usados para encher um botijão convencional custarão na refinaria o equivalente a R$ 50,15.

Em nota, a Petrobras afirmou “que é o primeiro aumento em 58 dias”.

De acordo com os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE, no acumulado nos últimos 12 meses até setembro, a gasolina subiu 39,6% no país e o gás de botijão avançou 34,67%.

A Petrobras diz que esses ajustes “são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”.

Nessa quinta-feira 7/10, o preço do barril de petróleo Brent – referência internacional – fechou acima em US$ 81,95, renovando máximas de cotação desde o final de 2018. No começo do ano, o preço médio estava abaixo de US$ 65. O dólar atingiu R$ 5,5160, a maior cotação desde 20 de abril.

“Quem decide é o presidente”

Os brasileiros têm sentido no bolso os sucessivos aumentos do preço da gasolina, do diesel e do gás de cozinha. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, ora ataca o imposto estadual (o ICMS), ora altera a porcentagem de biodiesel obrigatória no óleo, e sempre ataca a principal estatal brasileira.

“Temos o petróleo e as refinarias estatais aqui e pagamos como se tivéssemos comprando em outro continente” , afirmou, em entrevista ao Brasil de Fato, o coordenador do Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais (Sindpetro/MG), Alexandre Finamori.

Segundo o sindicalista, a perseguição à Petrobras e à soberania nacional não é nova, mas a violência do desmonte atual tem o agravante do momento histórico, em meio a uma crise sanitária e humanitária.

“A gasolina está com esse preço por decisão do presidente da República. A Petrobras, mesmo sendo de economia mista, ou seja, tendo ações na bolsa de valores, tem como maior acionista o governo federal. A política de preço adotada pela empresa, o PPI, é uma decisão da atual gestão da empresa e o presidente da república poderia solicitar a alteração”, afirma.

© 2021, Radio Aparecida Web. Agência Senado, Agência Brasil, Brasil de Fato, Rede Brasil Atual, Sputnik News, SSP-SP

Siga nossas redes sociais
RSS
Twitter
Visit Us
Follow Me
YOUTUBE
YOUTUBE
Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
Cursos Online com Certificado - Cursos 24 Horas - Matricule-se!